Com o apoio do SIPROEM, professores de Bertioga não aprovam proposta da prefeitura e decretam Estado de Greve

on .

 

siproem bertioga assembleia 04Se o prefeito de Bertioga não tomar nenhuma providência ao decorrer dos próximos dias, os professores da rede pública municipal vão paralisar as atividades. Em reunião realizada na noite de sexta-feira (07) na Subsede do SIPROEM em Bertioga, os associados decidiram pela não aprovação da proposta de reajuste de 3,5%. O ato contou com apoio do Sindicato dos Professores de Escolas Públicas Municipais de Guarujá e região (SIPROEM).

 

Responsável por intermediar a situação entre profissionais do magistério e a administração pública de Bertioga, o SIPROEM acredita que a proposta feita pela prefeitura de Bertioga referente ao reajuste dos vencimentos do magistério público municipal não condiz com as discussões do coletivo.

 

"Por unanimidade a classe decidiu por decretar Estado de Greve. O que foi proposto pelo executivo não atende as necessidades dos profissionais do magistério, não estamos cobrando um favor, e sim o que é de direito. Não está sendo reivindicado nada fora da realidade, tudo que estamos pedindo é obrigação", esclareceu a presidente do sindicado Prof.ª Joanice Gonçalves.

 

Ao final da assembleia os professores municipais deliberaram a respeito do reajuste de 3,5% aplicado aos vencimentos base da categoria e em votação decidiram que:

 

-Não concordam com o reajuste abaixo da inflação;
-Estão em Estado de Greve aguardando nova proposta da parte da Administração;
-A reposição da inflação seja do período de janeiro de 2016 a dezembro de 2016 - índice IPCA 6,29%.

  • Sede - Guarujá
    Av. Presidente Vargas, 741 - Pq. Estuário - Guarujá/SP

    Tel.: 13-3384-2250
  • Subsede - Bertioga
    Rua John Wolthers, 457 - Bertioga/SP

    Tel.: 13-3317-3586